Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ital.sp.gov.br/jspui/handle/123456789/101
Título: Efeito do processamento nos níveis de hidrocarboneto policíclicos aromáticos em amêndoas de cacau e produtos derivados
Autor(es): 
Abballe, Caroline






Palavras-chave: Hidrocarbonetos policíclicos aromáticos
Cacau
Manteiga de cacau
Liquor de cacau
Cacau em pó
Data do documento: 2019
Editor: ITAL
Citação: Abballe, Caroline. Efeito do processamento nos níveis de hidrocarboneto policíclicos aromáticos em amêndoas de cacau e produtos derivados.
Resumo: Os hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPAs) são um grupo de compostos considerados contaminantes ambientais e de alimentos. Os HPAs são formados durante a queima incompleta de matéria orgânica e treze desses compostos são considerados potencialmente carcinogênicos e genotóxicos pelo Comitê Conjunto FAO/OMS de Peritos em Aditivos Alimentares (JECFA). Um dos alimentos onde os HPAs podem estar presentes é o cacau e seus produtos derivados. A contaminação pode ocorrer devido à presença de fumaça proveniente da queima de madeira ou de outras fontes na etapa de secagem das amêndoas e às altas temperaturas envolvidas na torrefação das mesmas. Assim, o objetivo do presente trabalho foi avaliar a ocorrência de treze HPAs em amêndoas de cacau e nos produtos obtidos nas diferentes etapas do processo de fabricação, de modo a identificar os possíveis pontos de contaminação ou redução/eliminação desses compostos. Desta forma, foram coletadas amêndoas de cacau fementadas e secas com e sem fumaça na região da Bahia. As mesmas foram torradas em diferentes tempos (0 a 120 minutos) e temperaturas (120, 135 e 150ºC). O método analítico para determinação dos HPAs envolveu extração líquido-líquido, limpeza em cartuchos de fase sólida (C18) e determinação por cromatografia líquida de alta eficiência com detecção por fluorescência (HPLC-FLD). Foi observada uma contaminação inicial tanto na amêndoa seca sem fumaça como com fumaça, de 1,78 µg/kg e 66,24 µg/kg para o somatório dos HPAs, respectivamente. Foi observada uma redução nos níveis de HPAs com o aumento do tempo e da temperatura de torração. Os maiores níveis destes compostos foram detectados nas amostras provenientes de amêndoas secas com fumaça, possivelmente por uso inadequado dos secadores rotativos. Foi verificada uma tendência de migração dos HPAs para a manteiga de cacau. Os dados obtidos podem contribuir para o estabelecimento de práticas de mitigação da contaminação por HPAs.
URI: http://repositorio.ital.sp.gov.br/jspui/handle/123456789/101
Outros identificadores: 
Aparece nas coleções:Teses

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao Caroline Abballe.pdf857.52 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.